Tools

You are here: Home » BRASIL » Teste mostra defeito em inseticida da dengue e governo desiste de usá-lo
Sexta, 23 Ago 2019

 

Teste mostra defeito em inseticida da dengue e governo desiste de usá-lo

O Ministério da Saúde informou que descartou estender o prazo de validade de inseticidas contra a dengue que estavam vencidos. Segundo a pasta, testes de laboratório apontaram problemas de qualidade no produto.

Conforme a Folha de S. Paulo divulgou na última terça (28), o ministério havia solicitado, no início deste ano, estudos para tentar reaproveitar o inseticida vencido em meio ao avanço de casos de dengue no país.

A medida, no entanto, era vista com ressalva pelos estados, que rejeitaram o produto porque ele empedra e estraga as máquinas que fazem o "fumacê".

Documento da gestão anterior no ministério não recomendava a extensão do prazo, por considerar que os lotes estavam impróprios.

Com o resultado dos testes, o governo afirma agora que irá solicitar à Opas (Organização Pan-americana de Saúde), que intermediou a compra, que acione judicialmente a empresa fornecedora para trocar cerca de 380 mil litros ou ressarcir os valores gastos pelo governo.

"Esses 300 mil litros estão no depósito do ministério. Coletamos novamente amostras do material para avaliar a qualidade e seria realizada uma discussão com a Anvisa da possibilidade ou não, de acordo com esses resultados, de reavaliação do prazo desses inseticidas. Os resultados atuais demonstram que todas as amostras não apresentam qualidade satisfatória", afirmou o coordenador do programa de dengue do ministério, Rodrigo Said.

Os produtos foram entregues pela Bayer, que nega os problemas no produto e os atribui a questões de armazenamento -o que, por sua vez, é refutado por secretarias estaduais de saúde.

A medida representa um novo capítulo de um problema que se arrasta internamente desde 2017, quando os primeiros lotes de uma compra de 1,6 milhão de litros do inseticida malathion começaram a ser entregues.

O atual secretário de vigilância em saúde, Wanderson Oliveira, disse que vai esperar a decisão da assessoria jurídica para definir que estratégias serão adotadas.

"Cabe agora à Justiça nos dizer como se deve proceder", afirmou ele, que questiona algumas medidas das gestões anteriores.

"Sem fazer juízo de valor, o questionamento que temos é por que se recebeu 1 milhão de litros de inseticida simultaneamente. Se recebo 1 milhão de uma vez só, tudo vai perder [a validade] ao mesmo tempo, e é o que aconteceu. Isso já foi para a corregedoria do ministério, a quem compete investigar", disse.

De acordo com Oliveira, até que haja solução sobre uma possível troca dos 380 mil litros, a pasta deve distribuir aos estados que precisarem cerca de 105 mil litros que a Bayer já aceitou trocar. O material está previsto para chegar do exterior neste mês.

AVANÇO DA DENGUE

Os resultados dos testes de laboratório foram anunciados em reunião na última quinta-feira (30) com gestores estaduais e municipais de saúde, após a divulgação da reportagem da Folha de S. Paulo sobre o plano do ministério de estender a validade dos produtos com problemas.

No encontro, secretários de saúde questionaram o atraso em adotar ações e disseram que o problema pode ter prejudicado o controle dos mosquitos da dengue.

Em 2019, após dois anos em queda, o país já registra 767 mil casos prováveis da doença, segundo novos dados do Ministério da Saúde de janeiro até 11 de maio. O total equivale a um aumento de 432% em relação ao ano anterior. No mesmo período, também já foram confirmadas 222 mortes.

O coordenador do programa de combate à dengue do ministério, Rodrigo Said, nega que se possa falar em uma epidemia no país. A estimativa, porém, é que um terço das regiões de saúde do país estejam hoje nesse cenário.

"Em 2016, teve uma distribuição de casos mais uniforme. Agora, o patamar está localizado em algumas regiões. Não posso falar em epidemia nacional, mas sim em epidemias em algumas áreas. Está mais concentrado", diz.

Segundo Said, a pasta finaliza um levantamento do total de inseticidas vencidos em depósitos dos estados, os quais devem ser trocados por novos produtos.

Além da definição sobre uma possível troca, o ministério vive outro impasse: o fim do prazo recomendado para utilização do malathion -em geral, recomenda-se que os tipos de produto aplicado variem a cada cinco anos, para evitar que o mosquito adquira resistência. No caso do malathion, esse prazo está previsto para encerrar neste ano.

OUTRO LADO

Em nota, a Bayer afirmou que as alegações de que o produto, chamado comercialmente de Komvektor 440EW, empedra e estraga máquinas "não indicam defeito e inadequação".

"O Komvektor tem por natureza aumentar o seu grau de viscosidade e decantar quando não utilizado por certo tempo. Antes de utilizar o produto, cumpria aos responsáveis pela sua aplicação agitar e misturar de forma a obter a consistência adequada.

"A empresa destacou que os lotes entregues em 2016 e 2017 foram "recebidos, testados e aceitos pelo Ministério da Saúde sem ressalvas" e sustentou que houve falhas no armazenamento.

por Natália Cancian e Reynaldo Turollo Jr. | Folhapress.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

MATÉRIAS EM VÍDEOS REPORTERBAHIA.COM

Ministro nega cortes em universidades e diz que educação básica é prioridade O ministro da Educação, Abraham Weintraub, negou a existência de cortes em recursos das universidades, disse que o foco do governo Bolsonaro está nas creches e no ensino básico e entrou em embates com parlamentares da oposição. Ele foi convocado a falar no Plenário da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (15) para a explicar os contingenciamentos orçamentários nas universidades. A sessão coincidiu com protestos, ocorridos em todos os estados e no Distrito Federal, contrários à diminuição de verbas na educação. Weintraub explicou que o ministério está cumprindo determinações orçamentárias ao contingenciar os recursos. Afirmou ainda que o orçamento da pasta pode ser reforçado por eventuais montantes repatriados de desvios na Petrobras. “Estamos cumprindo a lei. O ministro da Economia, Paulo Guedes, que esteve aqui várias vezes, já explicou que somos obrigados pela Lei de Responsabilidade Fiscal a contingenciar toda vez que a receita não corresponde ao que foi orçado, no ano anterior, pelo Congresso Nacional”, declarou o ministro. Reportagem - Carol Siqueira e Eduardo Piovesan Edição - Marcelo Oliveira/Vídeo: Câmara dos Deputados. Política de Prevenção da Automutilação e Suicídio aguarda sanção presidencial A proposta (PL 1902/2019) que cria a Política Nacional de Prevenção da Automutilação e do Suicídio foi aprovada pelo Congresso Nacional em 3 de abril. Projeto prevê a notificação obrigatória por escolas, por exemplo, de todos os casos às autoridades sanitárias e aos conselhos tutelares. Se promulgada sem alterações, a proposta será colocada em prática pela União em cooperação com os estados, o Distrito Federal e os municípios. Veja mais na reportagem da TV Senado. Fonte: Agência Senado/Vídeo: TV Senado. Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência - Versão completa em Libras Libras é a sigla para a língua brasileira de sinais, composta de um extenso e complexo repertório de gestos. Em 2002, a Lei 10.436 deu à Libras o status de meio legal de comunicação e expressão. Desde então, escolas, faculdades, repartições do governo e empresas concessionárias de serviços públicos estão obrigadas a providenciar intérpretes para atender aos surdos. A lei faz aniversário em 24 de abril, Dia Nacional da Língua Brasileira de Sinais. Ricardo Westin, da Agência Senado Colaborou: Ana Luísa Araújo Publicado em 25/4/2019 TV Senado - Publicado em 20 de mar de 2019. Senado pode banir sacolas plásticas, canudos e microplástico Alguns estados já proibiram a oferta e uso de objetos plásticos, como sacolas e canudos, mas o Senado estuda aprovar uma lei federal impedindo a fabricação de materiais feitos à base de microplástico — muito usado também pelas indústrias de cosméticos e higiene pessoal. Esse é o conteúdo do PLS 263/2018, que teve origem em uma sugestão legislativa de um cidadão apresentada por meio do Portal e-Cidadania. TV Senado - Publicado em 30 de abril de 2019.

Matéria Especial RepórterBahia.Com

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais atualizou para 169 o número de mortes em decorrência do rompimento de uma barragem da mineradora Vale em Brumadinho. Mais cedo, a corporação informou que dois corpos foram retirados da lama de rejeitos nos últimos dois dias. Fragmentos de corpos também foram localizados pelas equipes nas últimas horas.

Fonte: Agência Brasil.

www.deolhonoradio.com.br (clique na foto)

Repórter Bahia, a notícia com responsabilidade!

Nessa nova fase vamos nos dedicar ainda mais e da melhor forma possível somar na sua vida com informações de todas as áreas da vida, mas pautada na ética, na verdade, no compromisso com Deus, com a vida e com as pessoas.

A todos que nos acompanham através do rádio e da internet mais uma vez o nosso muito obrigado pela amizade e confiança, obrigado por tudo e que nessa nova fase da nossa vida profissional possamos nos aproximar ainda mais e juntos construirmos um jornalismo forte, independente, um jornalismo pra fazer a diferença.

REPÓRTER BAHIA.COM, a nova marca do jornalismo da nossa Bahia, está no ar. Sejam todos bem vindos!

O que aconteceu com o Blog do Arnaldo Silva?

Gostaria de informar ainda que estamos através de Valter Oliveira que é o nosso grande parceiro administrativamente trabalhando para restaurar o blog que será utilizado nessa nova fase do nosso trabalho como link de acesso a nova marca do jornalismo da Bahia, REPÓRTERBAHIA, no ar desde essa quarta-feira, 21 de Dezembro de 2016.
Entendo que mudanças como essas vão precisar de tempo para alcançar o mesmo patamar de acessos e assiduidade dos nossos leitores, mas não estamos sozinhos, temos Deus nos comando e a parceria de muitos amigos e leitores conquistados nesses sete anos de blog, nesses sete anos de muito trabalho e dedicação ao jornalismo, a nossa grande paixão na comunicação.


http://www.seo.mavi1.org http://www.mavi1.org http://www.siyamiozkan.com.tr http://www.mavideniz1.org http://www.mavideniz.gen.tr http://www.17search17.com http://www.siyamiozkan.com http://www.vergi.gen.tr http://www.prsorgu.org http://www.seoisko.net http://www.seoisko.org http://www.ukashhizmet.com http://www.ukashmavi.com http://www.sirabulucu.net http://www.kanuntr.com http://www.kanuntr.org http://www.kanuntr.net http://www.kananlartr.com http://www.kananlartr.org http://www.kananlartr.net http://www.haberbul.org http://www.iskoseo.com http://www.iskoseo.net http://www.iskoseo.org http://www.siyamiozkan.net